3. Solidão sem pizza - Cláudio Fernando Costa | Psiquiatria
slide

 

3. Solidão sem pizza

--- E a noite é sempre mais cruel. ---

     Sozinho, com fome e sem motivação para fazer comida apenas pra si próprio, ir à padaria ou mesmo pedir pizza. Há aquela mãe cuja única filha se mudou, há quem morava com os pais que então morreram e há ainda o que tenha se separado e esteja sem os filhos. Também pode ser em situações temporárias como os que estão em outra cidade para estudar ou trabalhar e ainda com casais que estão “dando um tempo”. A sensação da fome vem e é de noite – a noite é sempre mais cruel – e aí se percebe que ela está acompanhada da falta de algum outro estímulo suficiente para buscar comida, uma espécie de tédio que inibe a atitude.
     Antes você não era o único responsável em providenciar alimento pois comer era um costume compartilhado, que envolvia rotina e obrigações mas agora veio a mudança, você está só. A fome leva à prejuízos de concentração, impaciência e agressividade. O equilíbrio do humor passa pela ação de neurotransmissores que estão avisando sobre o imperativo de saciar essa necessidade primária. E aí deve entrar comportamento já planejado, que evitará o desenrolar de um ciclo de sensação ruim, que pode desencadear o afloramento de maus pensamentos sobre os motivos que fizeram você estar sozinho, nessa noite. A solução é simples: vai desde ter barra de cereal na bolsa até pão de queijo no congelador. Porque mais cedo ou mais tarde você vai acabar comendo mesmo.
 
 

Cláudio F. Costa, set/2016

  Deixe seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário
Tecnologia do Google TradutorTradutor